FLASH QUADRALITE REPORTER 200 TTL

O flash externo Reporter 200 TTL tem sido um equipamento que tenho vindo a utilizar faz aproximadamente 4 meses com a minha máquina fotográfica Canon e o disparador Quadralite Navigator X2 ou o equivalente do sistema sem fios da Godox. Tendo em conta a minha experiência ao longo destes meses decidi aproveitar a oportunidade de partilhar um artigo de opinião sobre este equipamento. 

De referir que as características, qualidade de construção e funcionalidades do Reporter 200 TTL são idênticas ao flash Godox AD200. Na verdade não notei qualquer diferença entre estes dois flashes, parecem me ser dois produtos fabricados no mesmo local mas com nomes comerciais diferentes.

O Reporter 200 TTL é um flash sem o encaixe encontrado na maioria dos flashes compactos tendo sido pensado para uma utilização fora da câmara, num tripé ou num braço telescópio. 

Este flash caracteriza-se por ser um flash externo compacto mas potente, fiável e com características profissionais. O flash possui um receptor de flash embutido, funcionalidade TTL, HSS até 1/8000 segundos, número guia 60 (GN60) e sincronização à segunda cortina, entre outras funcionalidades. À semelhança dos equipamentos Quadralite que utilizo na minha fotografia a qualidade/preço do Reporter 200 TTL não me deixou de impressionar pela positiva. Sem dúvida um produto que recomendo a todos os fotógrafos entusiastas e profissionais que pretendam um flash robusto e avançado mas que fique em conta.

Em termos de compatibilidade este flash funciona com o sistema automático de medição de luz TTL das principais marcas de máquinas nomeadamente, Canon, Nikon, Sony, Fujifilm e sistema Micro 4/3, quando usado com o transmissor dedicado Navigator X ou Navigator X2  ambos da Quadralite.

O kit e acessórios fornecidos

O flash vem acompanhado pelos seguintes acessórios:

1 – Adaptador/suporte para a lâmpada;
2 – Suporte para tripé e sombrinha;
3- Corpo do flash;
4-  Cabeça de flash;
5- Bateria;
6- Lâmpada
7- Carregador;
8- Manual de instruções;
9- Bolsa;

Flash Externo Quadralite 200 TTL

Qualidade de construção

O flash Reporter 200 TTL é bastante robusto e resistente pesando cerca de 560 gramas sem a bateria, mais pesado que um flash compacto tradicional mas suficientemente leve para ser transportado sem dificuldade para as sessões fotográficas de exterior. A parte frontal deste flash possui uma cabeça de flash intercambiável, na qual podemos montar uma cabeça de flash, uma lâmpada ou até mesmo uma cabeça de LED específica para este modelo e que é vendida separadamente (Quadralite Reporter 200 TTL Cabeça de LED tipo C). 

No meu caso em particular só uso flash na minha fotografia, não tendo a necessidade de adquirir a cabeça de LED extra. No entanto, para aqueles que utilizam luz contínua, esta pode ser uma boa opção. Num dos lados do flash encontramos o compartimento da bateria de lítio, uma tampa de borracha que cobre o conector do cabo de sincronização de 3,5 mm e uma porta USB. Do outro lado está localizado o interruptor de ligar e desligar o flash e um orifício de montagem de tripé/suporte de 1/4″. Na parte traseira do flash encontramos um painel que na minha opinião é suficiente grande para que possamos ver sem dificuldades os ícones e informações disponíveis. É também nesta parte traseira que estão localizados os vários botões e comandos de ajuste do flash.

Flash Quadralite Reporter 200 TTL Cabeça Intercambiável
Flash Quadralite Reporter 200 TTL Bateria
Flash Quadralite Reporter 200 TTL Ecrã

Principais características e desempenho

De acordo com a minha experiência de quase quatro meses a utilizar o flash Reporter 200 TTL considero que o desempenho do modo TTL tem sido bastante preciso e fiável. São muito raras as situações em que tivesse obtido uma fotografia mal iluminada neste modo, salvo situações muito particulares em que existe uma forte contra luz ou cenários de luz mais adversos, situações em que é comum os flashes não gerarem resultados 100% correctos.

Alta velocidade de Sincronismo (HSS)

Com a funcionalidade HSS (alta velocidade de sincronismo) o flash Reporter 200 TTL pode sincronizar até 1/8000 segundos de velocidade. Esta funcionalidade tem-se revelado muito importante para o meu género fotográfico no qual preciso de utilizar grandes aberturas para desfocar o segundo plano e destacar os modelos.

Velocidade de reciclagem e bateria

Um dos aspectos que considero importantes para o meu género fotográfico é o tempo de reciclagem que o flash me oferece. O que me fez escolher o Reporter 200 TTL, em outros aspectos, foi o facto de este reciclar em potência máxima em cerca de 2 segundos e conseguir com a bateria completamente carregada fazer 45 disparos consecutivos em 1/1 sem hesitações e sem sobreaquecimento. Diria mesmo que este flash é uma verdadeira “máquina de fazer luz”!. 🙂
Claro que disparar de rajada 45 “flashadas” em potência máxima não é coisa que faça com frequência, a não ser para impressionar os amigos :). Outro aspecto assinalável é a capacidade de reciclagem, por exemplo a 1/4 de potência a reciclagem é realizada quase instantaneamente! 
O flash Reporter 200 TTL utiliza uma bateria de lítio de alta capacidade de 2900mAh, não se esperaria outra coisa num flash desta natureza e performance. Com a bateria totalmente carregada consigo realizar no total cerca de 500 flashes. Como sou um homem prevenido tenho uma bateria extra, se bem que foram poucas as situações em que tive de trocar de bateria.

Potência

Seria de esperar que o Reporter 200 TTL, um flash ligeiramente maior e um pouco mais pesado do que um flash compacto convencional, tivesse algo mais do que as vantagens já assinaladas neste artigo de opinião.
Uma grande vantagem é a POTÊNCIA! Sem dúvida que a potência deste flash é algo a destacar!
O Quadralite Reporter 200 TTL é cerca de 1,5 pontos mais potente do que a maioria dos flashes compactos (speedlights) do mercado, o que corresponde ao mesmo que ter 3 flashes compactos simultaneamente. Na minha fotografia tem sido pontualmente útil este aspecto em especial em condições mais adversas nas quais tenho de lidar com luz extremamente intensa e brilhante como é o caso da luz do meio dia num dia sem nuvens. Não fosse esta potência extra teria muitas dificuldades em equilibrar a minha exposição (luz solar/sombras) nesses contextos. Uma maneira de contornar este aspecto seria levar uma série de flashes compactos na tentativa de que estes gerassem a luz suficiente para a minha fotografia. Isso obviamente que acrescentaria uma maior logística dada a necessidade de adaptadores específicos para montar vários flashes, pilhas extras, etc.

Cabeças intercambiáveis flash, lâmpada e LED

Como já referi anteriormente, o Reporter 200 TTL vem acompanhado de duas cabeças intercambiáveis (uma de flash e uma lâmpada), havendo também a hipótese de se acrescentar ao arsenal de luz uma cabeça de LED, comprada separadamente. Para os fotógrafos que pretendam um 3 em 1 sem dúvida que este aspecto é uma mais valia. Um aspecto que verifiquei logo que tive contacto com este flash foi o facto de não permite rodar a cabeça à semelhança do que acontece com os flashes compactos convencionais. À primeira vista pode parecer uma limitação mas em termos práticos não faz qualquer diferença dado que este é um flash pensado e desenhado para usar fora da câmara e, como tal, é uma funcionalidade que não faz qualquer diferença. 
Para alguns fotógrafos poderá ser interessante informar de que existem modificadores de luz especialmente desenvolvidos e compatíveis com o Reporter 200 TTL isto desde que se esteja a usar a chamada cabeça tipo A (flash). Entre esses acessórios encontramos por exemplo o sistema de palas e favo de mel com diversos filtros coloridos.

Flash reporter 200 ttl em acção

Chega de conversa e vamos lá mostrar o flash em acção! As fotografias que de seguida se partilham foram algumas das fotografias realizas com recurso a este flash (utilizando a cabeça tipo A – flash) e foram feitas pelos participantes do Workshop de Fotografia de Retrato realizado no passado dia 29 de Julho em Viseu e que teve a colaboração da loja de equipamento fotográfico e vídeo Coloreffects.

Este flash é sem dúvida uma extraordinária opção para os fotógrafos como eu, que fotografam em exterior e que necessitam de um flash pequeno, rápido, poderoso e bem projectado. Nesta linha de preço e qualidade dificilmente encontrarão algo que vos possa oferecer todas as vantagens já mencionadas. Boas fotos!

Agradecimentos

  • Fotografia de João Carpinteira, Jorge Calisto, Luís Belo e Tiago Rodrigues.
  • Apoio: Coloreffects. 
  • Modelo: 

Sugestões de leitura

A contraluz é uma forma de fotografar um determinado assunto, por exemplo uma pessoa, com uma luz de fundo mais forte do que aquela que ilumina o próprio assunto. O que se pretende é fazer com que o assunto a ser fotografado fique na própria sombra projectado por ele. O assunto… 

Feedback
5/5

Enfatizar os olhos da pessoa ou pessoas que estamos a fotografar é uma das primeiras dicas que contribuirá para uma melhor fotografia de retrato. Os olhos podem ser destacados quando o ponto de foco esta localizado nos … olhos! Recomendo que se escolha a selecção manual do ponto de focagem..

Opinião

Feedback
5/5

Quando programamos o flash no modo Manual o flash debita a mesma quantidade de luz cada vez que é pedido para disparar. Se pedirmos ao flash para disparar a ¼ da potência máxima, o flash vai debitar sempre a mesma quantidade de luz: ¼ da sua capacidade total.

Feedback
5/5
Partilhar

2 comentários em “Quadralite – Flash Reporter 200 TTL.”

Deixe um comentário